Ao encontro da História

Minho é terra, rio e mar. Portugal começa aqui:
E aqui nasceu, num berço folhado de verde.


Ainda hoje é o Minho Terra de conquistas, de aventuras e prazeres, numa sofreguidão ímpar de manter característico um território sempre apetecido por tantos povos que, antes da nacionalidade e vindos de vários pontos, aqui se foram instalando.

Sinal dessa apetência são os testemunhos patrimoniais que esbarram connosco em cada novo lugar. À frente de todos eles, os vistosos castelos e as importantes fortalezas, viradas ao mar e ao interior.

Construídos pelos homens, complementam as defesas naturais de uma região cercada pelo azul do mar extenso, de rios poderosos e albufeiras tranquilas, entre acidentados altaneiros: as serras da Peneda, do Soajo e do Gerês.

O Minho é historicamente profético e activo.

Sob o espírito persistente dos sentimentos das suas gentes aqui foi construído um manancial expressivo de templos, ainda hoje traduzidos por santuários monumentais, frequentados e vivos nas tradições do seu povo.

Com a acção dos homens, desenvolveu-se o próprio caminho da sua história natural, entre o sol quente que todos os dias o alegra e a sombra fresca que quotidianamente o conforta.

As suas casas solarengas bem o afirmam, estabelecendo o paralelo entre o equilíbrio das condições naturais e o trabalho e as vivências dos que aqui habitam por aqui passam.